entainpartners - Piloto da F1 ajuda a limpar ruas da Itália após fortes chuvas

0

Yuki Tsunoda, da AlphaTauri, ajudou a tirar sujeira das ruas de cidade italiana. Grande Prêmio da Emília-Romagna da F1 foi cancelado

O piloto da F1 Yuki Tsunoda deu um exemplo de solidariedade nessa semana na Itália. O automobilista e membros da equipe AlphaTauri ajudaram na limpeza das fortes chuvas que afetam a região de Emilia-Romagna, na Itália. Por conta do desastre, que matou 13 pessoas, o Grande Prêmio de Fórmula 1 foi cancelado.

Yuki Tsunoda e membros da equipe ajudaram a limpar as ruas de Faenza, local escolhido como sede da AlphaTauri durante a etapa do mundial. O gesto é bem típico da cultura japonesa. Durante competições como a Copa do Mundo, é comum o registro de torcedores japoneses ajudarem na limpeza do estádio após a partida.

RecebanotíciasnoWhatsApp!
Inscreva-se em nosso canal no YouTube
Assine nosso canal no Telegram

Os moradores de Faenza, que fica a 15 km do Autódromo Enzo e Dino Ferrari, registraram o trabalho dos voluntários ilustres. Na terça-feira, enquanto a equipe de F1 estava montando o local para a competição, o autódromo teve que ser evacuado devido ao risco de inundação do rio Santerno, que corre paralelo à pista. No dia seguinte, o autódromo ainda estava alagado.

Em um relatório divulgado nesta quinta-feira, foi confirmado que o número de mortos nas enchentes na Itália subiu para 13, e cerca de 100 mil pessoas tiveram que deixar suas casas. De acordo com Stefano Bonaccini, presidente da região de Emilia-Romagna, a quantidade de chuva que caiu em um período de 36 horas equivale ao que era esperado para seis meses na área.

Por conta da tragédia, a Fórmula 1 fez a doação de 1 milhão de euros para os atingidos, além de destinar as refeições que seriam consumidas no grande prêmio para os moradores. A Scuderia Ferrari também fez doação da mesma quantia à região italiana.

Confira estes conteúdos que estão bombando:
DPVAT 2023: seguro obrigatório não será cobrado
Porsche 918 Spyder tem o IPVA 2023 mais caro do Brasil
BOATO: mensagem no WhatsApp engana sobre Taxa de Licenciamento