entainpartners - Concessionárias criticam defeitos em carros e podem processar Peugeot e Citroën

0

Concessionárias Peugeot e Citroën enviam notificação extrajudicial contra a Stellantis com queixas sobre carros e falhas no marketing

Citroën C3: hatch tem dado dor de cabeça para concessionárias
Citroën C3: hatch tem dado dor de cabeça para concessionárias

Parece que a lua de mel das Concessionárias da Peugeot e da Citroën do Brasil com as montadoras pode ter chegado ao fim! Se no passado, época da antiga PSA, essa relação foi bastante conturbada, os empresários parecem ter se cansado com a atual Stellantis, grupo que surgiu após fusão com a FCA. É que entidades que representam as revendas enviaram uma notificação extrajudicial exigindo melhoria nos produtos fabricados! Esse tipo de documento antecede uma ação na Justiça.

A informação foi obtida com exclusividade pela competente jornalista Paula Gama, colunista do Uol Carros. Ela teve acesso ao documento em que a Associação Brasileira de Concessionários Peugeot (Abracop) e a Associação Brasileira dos Concessionários Citroën (Abracit) relatam diversos problemas com os carros fabricados no Brasil, o que tem causado transtorno de clientes prejuízos financeiros, afastando clientes das lojas.

Segundo os concessionários, o principal problema acontece com o Citroën C3, nova geração do hatch compacto lançada em 2022, após longo atraso. O modelo foi oprimeiro fruto da sinergia com as marcas da Stellantis. É feito na planta de Porto Real (RJ), mas possui motor 1.0 FireFly e suspensão de origem Fiat.

Na notificação, as empresas relatam que o C3 tem apresentado diversos problemas e está sujeito a campanhas de correção. Abracit e Abracop afirmam que peças necessárias para as correções não estão disponíveis. Além disso, o próprio adiamento do lançamento (em 2022) e o atraso na entrega dos produtos têm afetado as vendas.

As concessionárias ainda criticam a gestão da mídia digital das marcas francesas. Segundo elas, Peugeot e Citroën não respondem críticas de usuários nas redes sociais sobre a qualidade dos carros, em especial no Instagram. As entidades ainda apontam falha de atuação no Reclame Aqui (RA).

RecebanotíciasnoWhatsApp!
Inscreva-se em nosso canal no YouTube
Assine nosso canal no Telegram

Principal site de queixas de consumidores brasileiros, o Reclame Aqui concentra reclamações dos usuários com possibilidade de resposta pelas empresas. Ao pesquisar “Peugeot”, encontramos várias empresas relacionadas, com o a antiga PSA Peugeot-Citröen, Peugeot do Brasil e só ‘Peugeot’.

O perfil PSA possui uma das piores avaliações possíveis no site, que é “não recomendada”. Numa queixa publicada no dia 12/04/23, um cliente reclama: “Comprei dois veículos da marca Citroen na concessionária Le Mans em Campinas-SP. Um dos veículos apresentou problemas no câmbio, foi reconhecido que o problema existia e acionado o reparo junto a Citroen. Após 35 dias fui chamado para retirar o veículo que em teoria já havia sido reparado. Após andar com o mesmo, ainda na concessionária, identifiquei que não estava de acordo e por isso não levei o veículo comigo. Já tem mais de 50 dias que estou sem o carro e não tive qquer retorno da Citroen” (sic).

Essa e dezenas de outras reclamações seguem sem resposta. As associações argumentam que essa situação está prejudicando a reputação das marcas perante os clientes e impactando negativamente suas vendas. Além disso, as associações alertam que levarão o assunto à Justiça caso a situação não seja resolvida.

Oentainpartnerssolicitou a resposta da Stellantis, que enviou a seguinte nota: “A Stellantis detém os mais rígidos testes de qualidade, alinhados com as melhores práticas globais. Inconvenientes pontuais de abastecimento de peças são tratados e corrigidos com a maior velocidade possível.”

Essa situação destaca a importância da qualidade na fabricação de veículos e da comunicação efetiva entre fabricantes e concessionários. No passado, falhas nessa relação afetaram profundamente a reputação de carros franceses no Brasil.

Com esse incêndio à vista, vamos ver como a Stellantis fará para solucionar. Caso contrário, as marcas poderão ser prejudicadas, resultando em perda de vendas e clientes insatisfeitos. E justamente após anunciar a chegada ao Brasil do novo C3 Aircross, um SUV de 7 lugares derivado do hatch.

Confira estes conteúdos que estão bombando:
DPVAT 2023: seguro obrigatório não será cobrado
Porsche 918 Spyder tem o IPVA 2023 mais caro do Brasil
BOATO: mensagem no WhatsApp engana sobre Taxa de Licenciamento